terça-feira, 21 de março de 2006

Ora (direis) ouvir estrelas!

Claudia entrou com a inspiração:
Poema de Olavo Bilac!
Eu entrei com as estrelas, o mar e o sotaque.

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo

Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,

Que, para ouvi-las, muita vezes desperto

E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto

A via láctea, como um pálio aberto,

Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,

Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!

Que conversas com elas? Que sentido

Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!

Pois só quem ama pode ter ouvido

Capaz de ouvir e de entender estrelas."


Que a pintura traga sortes!

Que as estrelas sussurrem sugestões sutis!

1 Comments:

Blogger Clau Komamura said...

Oi, Fêeee!! Muito obrigada pelo quadro, ele ficou lindo! Toda noite eu deito na minha cama e fico olhando pela "janela" as estrelas que tem no meu quarto :-)

Muitos beijos!!!

23 março, 2006  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home