sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Declaração de Amor




O Amor fez de mim uma pessoa pequena.
Eu nunca vou entender isso...

Como uma pessoa deste tamanho que eu tenho
consegue abrigar tanto sentimento?

São tantas, mas são tantas as pessoas que amo
e amo tanto, um tantão,
que não tem nenhum cabimento! Não entende a razão.

Mas cabe!

Cabe gente que há pouco conheci.

Cabe gente daqui...
cabe gente dali.

Cabe gente que nunca mais vi.
Não, eu não esqueci.

Cabe gente que nunca vai ouvir isso de mim.

Não vou me declarar para o padeiro,
nem para a Tia Rosa, para a Eny, para o Toninho, meu jornaleiro.

Tomaria o dia inteiro
Se me atrevesse a contar.

Padrinhos e alunos,
avós adotivos e filhos dos amigos
Colegas, conhecidos,
Primos dos primos, Gabriela e meus suspiros.

Alguns tantos passaram sem nada significar.
Sou ser humana regular.

Se fosse tão fácil não haveria o meritar.

E tem muitos mais que nunca amarei.
Pois não os conheço, seus nomes não sei.

Mas, voltando aos que eu amo,
O que me intriga é o tamanho.
O tamanho e a quantidade do meu amar.

Esse amor não vê sexo, nem tampouco a idade.

(A primeira vez que amei
do outro sexo e da minha idade,
aprendi a respeitar
a não-reciprocidade.)

Isso é muito legal de saber.
Não preciso ser correspondida
Para amar nessa vida.

Mas quando isso acontece...

Nos unimos numa prece.

Hoje eu tenho um marido,
admirado e querido.
E o melhor de tudo,
ele entende isso que eu digo!

Impossível não amar
sua família todinha,
são uma extensão dele,
são o leite e a farinha.

Impossível explicar
esse fenômeno que relativa.
Cada um é único e importante
apesar da comitiva.

Sentir-se pequeno
é abrir-se para o infinito.
Você consegue
se eu consigo!

3 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Super talentosa.....

20 agosto, 2008  
Blogger EdBriga e/ou EdVirtua said...

Fe, linda a sua declaração de amor.
Só podia sair de uma pessoa tão especial quanto você, com um coração muito lindo e uma alma cintilante.
Pessoas como você entendem e vivenciam o amor incondicional.
Um beijão

03 setembro, 2008  
Anonymous Anônimo said...

Fe, realmente muito linda esta declaracao! Fico apenas pensando se nao houve mesmo reciprocidade...

03 janeiro, 2009  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home